5 Média 39
O que você achou desta mensagem?
@
@
Para enviar esta mensagem para mais de um(a) amigo(a), separe os endereços de e-mail por virgula. Você também pode adicionar uma mensagem




No dia 4 de Fevereiro de 2006, a jovem Tatiana Madjarof dirigia em uma estrada que liga Tubarão a Laguna, no litoral de Santa Catarina. Ela viajava com seu cãozinho Tommy. No meio do percurso de apenas 30 quilômetros, um carro, em sentido contrário, fez uma ultrapassagem perigosa e um grave acidente aconteceu.

Minutos depois, Rosana recebeu, em São Paulo, a notícia de que a filha tinha sofrido um acidente. Antes de ir, a mãe soube pelo ex-marido, pai de Tatiana, que a colisão tinha sido fatal. No acidente, Tommy também morreu. Em Setembro de 2006, sete meses depois do acidente, Rosana foi convidada por uma amiga para ir conhecer um centro espírita, em Uberaba. "Mas eu não fui com pretensão alguma de receber mensagem. Eu não queria nem colocar o nome da Tati no centro", disse.

Ao final da reunião ela teve a surpresa da primeira mensagem da filha. "Foi emocionante porque foi uma mensagem com riquezas de detalhes. Ela falou até da viagem que tinha acabado de fazer aos Estados Unidos. Ela também falou do Tommy e o médium não tinha conhecimento de todos os nomes envolvidos ali", explicou.

As mensagens psicografadas pelo médium levaram conforto e serenidade à família de Tatiana. "É o que o meu ex-marido fala: a gente agradece a Deus por ter dado a ela uma passagem de primeira classe, sem sofrimento, sem dor. Porque ela não sentiu nada. E isso eu tenho certeza porque ela fala nas mensagens", contou.

Em sites de relacionamento, Rosana criou comunidades para ajudar outras mães a superarem a perda de seus filhos. Conheça melhor essa linda história de amor no vídeo acima.

Confira site o criado pela mãe de Tatiana Madjarof:
www.saudadeeadeus.com.br

Primeira Psicografia enviada por Tatiana, recebida pelo médium Celso de Almeida Afonso

Recomende esta mensagem

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação."

Chico Xavier & Emmanuel





Deixe seu comentário!