5 Média 50
O que você achou desta mensagem?
@
@
Para enviar esta mensagem para mais de um(a) amigo(a), separe os endereços de e-mail por virgula. Você também pode adicionar uma mensagem




Sente-se por um instante e, ainda que seja apenas uns minutos, veja sua vida inteira sem os limites do tempo, como um flash, de uma vez só. Perceba, nada aconteceu por acaso.

Veja que as angústias e medos não precisavam ter lhe paralisado, pois foram criados por você.

Olhe…veja cada situação, as que chamou de boas ou ruins, todas conspiravam em favor da sua construção pessoal, para que crescesse em consciência. Pense bem.

O que parecia sem explicação, encaixou lá na frente, conectou-se com novos caminhos que você sequer cogitava, emendou-se em outras histórias com enorme potencial para agregar, e você nem percebeu.

Como um tapete, cheio de alinhavamentos e desvios na parte de baixo justifica o trabalho do outro lado, assim são suas histórias que se cruzam, atravessam, desconstroem para depois unirem-se como uma coisa só.

Talvez se espante ao entender que o sentido de cada situação mora dentro de você e, ao percebê-lo, dê saltos de autoconhecimento, reclame menos, enxergue mais.

Dos desvios mais simples as mudanças mais inesperadas, das festas aos lutos, entre ganhos e perdas, sempre, possibilidades para amadurecer.

Vendo a vida sem os limites do tempo, sem as contingências do ego, entenderá que, mesmo andando no escuro, nunca esteve sozinho.

Aquiete-se por uns minutos que seja, pare, perceba, respire, saia do fluxo, olhe a sua volta. Fique em silêncio quando ao redor só há ruído, escute-se, observe melhor quanta gente apareceu para ajudar e você desprezou, mesmo aqueles que lhe incomodam, aliás, esses poderiam ser de grande valia. Veja quantas atitudes que pareciam banais, mas estavam lá para fazer toda a diferença, quantas oportunidades teve.

Continue aqui por mais alguns instantes. Liberte sua mente dos limites do tempo, descondicione-se, veja sua vida como um todo e, em tudo, perceba que nunca esteve sozinho, nunca ! A porta sempre esteve aberta, os caminhos sempre adiante, foi só você que não viu, preferiu dar ouvidos as próprias culpas, cultuou sua paralisante insegurança, recusou-se a parar de lamentar e levantar a cabeça.

Quem enxerga, não discute quem está certo ou errado. Não tenta provar qual o melhor discurso, religião ou filosofia, não tenta provar nada a ninguém porque já sabe para si e isso basta.

Perceber a vida nos abre a mente e naturalmente desconecta o cabo que nos prende a discussões rasteiras, valores distorcidos, sentimento de superioridade de qualquer natureza.

Viver é uma grande e profunda experiência e cada acontecimento uma grande oportunidade para, no fim das contas, entendermos que aprender a amar é a finalidade de toda experiência.

Sei que agora tem que seguir o seu dia, mas pense no que falamos, pense no que viu. Esse mundo vive em você e, torna-lo permanente, é apenas uma questão de enxergá-lo.

Cuide-se.

autor: Flavio Siqueira

Recomende esta mensagem

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação."

Chico Xavier & Emmanuel





Deixe seu comentário!



loading...