por Sandra Annenberg
5 Média 34
O que você achou desta mensagem?
@
@
Para enviar esta mensagem para mais de um(a) amigo(a), separe os endereços de e-mail por virgula. Você também pode adicionar uma mensagem




Como será, ser mãe?
Eu me perguntava, sabe, eu não nasci com aquela vocação materna que tantas mulheres tem, eu comecei a trabalhar cedo e o ritmo da vida corrida me fazia duvidar que teria espaço para um bebê...mas um dia o relógio biológico disparou e eu decidi que eu não podia passar por essa vida sem essa experiência.. eu vi o meu corpo se transformar, a minha cabeça mudar, o meu coração aumentar, quase explodir, de onde vem tanto amor?

Quando eu dei a luz, eu nasci como mãe, e ninguém nasce sabendo né? eles não vem com manual... e ai a gente vai apreendendo, alias a gente aprende mais do que ensina, a gente se reeduca para educar, a gente erra querendo acertar, a gente se culpa tanto e os desculpa muito mais, a gente houve perguntas sem fim e se questiona o tempo todo, porque sim, porque não, a gente tem expectativa e se frustra... a que ter muita paciência, sem perder a ternura... a gente muitas vezes da bem mais do que recebe, mas nem sente... e faz parte... transfere, quer se perpetuar e não quer que acabe nunca então hoje eu me olho em penso, como eu seria sem a maternidade?

Não seria, pelo menos não essa vida... e quando você olhar para o seu filho e para sua filha, sinta orgulho, mas muito orgulho de você mesmo, porque ser mãe é ser única, parabéns a todas nós.

Recomende esta mensagem

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação."

Chico Xavier & Emmanuel






Deixe seu comentário!