por por Divaldo Franco
5 Média 29
O que você achou desta mensagem?
@
@
Para enviar esta mensagem para mais de um(a) amigo(a), separe os endereços de e-mail por virgula. Você também pode adicionar uma mensagem




Se me fascinavam, o médium, o apóstolo...o cidadão Chico Xavier me encantava, a sua jovialidade, a sua infinita alegria de viver, o seu bom humor, a capacidade de fazer humor em referência a si mesmo, a jovialidade com que ele tratava todas as pessoas, dava-nos a todos a sensação de sermos muito importantes, além de ser um um homem afável e bom, era também um homem enérgico, severo quando necessário, mas sempre gentil, ere um homem de bem conforme esta escrito em o Evangelho Segundo o Espiritismo, um homem feliz, mesmo nas suas grandes dores, todos somos unanimes em considerar Chico Xavier a expressão máxima da mediunidade no século XX, eu até me atreveria a dizer que durante muitos séculos, com algumas exceções venerandas, como de Francisco de Assis, Teresa D'ávila e de um número muito grande de apóstolos do bem, da caridade, do amor, da mística, como também em outras doutrinas, mas ele conseguia unir essa paranormalidade incomum ao exemplo de amor, então a mediunidade de Chico Xavier realmente era incomparável, porquanto ele conseguiu reunir, várias faculdades em torno de si próprio e desempenhou-as todas de maneira missionária.

Divaldo Franco sogre Chico Xavier.

Recomende esta mensagem

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação."

Chico Xavier & Emmanuel







Deixe seu comentário!