por
5 Média 17
O que você achou desta mensagem?
@
@
Para enviar esta mensagem para mais de um(a) amigo(a), separe os endereços de e-mail por virgula. Você também pode adicionar uma mensagem




Em questão de disciplina,
Meditemos na grandeza
Das lições que nos oferta
O livro da Natureza

Primeiro é o mato bravio,
Que a enxada deve carpir.
Depois da semente, o fruto,
Messe de luz do porvir.

O barro feio e disforme,
Se trabalhado na brasa,
Faz-se o sublime ornamento
Que nos enriquece a casa.

Na roseira, toda espinhos,
Um dia, desponta a flor...
O espinho lembra degrau
Da imensa escada do amor.

Na escuridão do subsolo,
Em anônimo grotão,
O tempo faz o diamante
Numa lasca de carvão.

A fonte corre cantando
Da nascente para o mar,
Serve e luta no percurso
Para ser pura ao chegar...

Humilhações? Não te importes
Com o que muita gente diz.
Árvore quando podada,
Mais força tem na raiz.

Calúnia que alguém te faça?
O lírio é paz e perfume,
Um prodígio de beleza
Que, às vezes, cresce no estrume.

Do que plantares na vida,
Seja no bem ou no mal,
Surgirão celeiros fartos
No fundo do teu quintal.

No que se refere a dor.
A verdade é apenas uma:
Quem se atira na revolta
Não melhora em causa alguma.

Casimiro Cunha

Recomende esta mensagem

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação."

Chico Xavier & Emmanuel






Deixe seu comentário!